quinta-feira, 16 de junho de 2011

Cap. 11 - Ainda não! (Fexto no Brasil introdução)

Até que perdi todas as minhas forças. Larguei minhas defesas e fiz o que eu queria há tanto tempo. Eu o beijei.

 O beijo era, intenso, rápido, mas do que saudades, tinha desejo ali. Enquanto nos beijávamos, as mãos de Joe passeavam pelo meu corpo inteiro. E as minhas o puxavam pra mais perto de mim. Quando o Joe parava de agarrar minha cintura, segurava no meu cabelo e eu... Eu só conseguia soltar leves gemidos. Eu estava enlouquecendo ali. E o Joe, também estava, eu podia, literalmente, sentir...


- Eu esperei tanto tempo por isso. – Ele sussurrou em meu ouvido. – Eu te amo Demi. Mas do que você pode entender ou acreditar.

- Joe... – Falei, ofegante. Ele não me deixava respirar. Mas pra ser sincera eu não queria respirar. – Joe, isso não é certo. – Falei, mas não tive forças pra me afastar dele. Eu queria mais daquilo.

- O que não é certo Demi? – Ele estava segurando meu cabelo e me olhando nos olhos agora.

- Eu e você.

- Não, não é certo. É mais do que isso, é perfeito! – Ele voltou a me beijar e nesse momento eu percebi que... Eu estava pronta. Eu realmente queria fazer o que estava prestes a acontecer.

- Tem alguém nesse banheiro? *Batidas na porta*

 Me afastei de Joe pra ouvir melhor. – Até que enfim, podem nos tirar daqui. – Gritei e me levantei da pia. Deixando Joe lá, beijando o ar.

- Nos tirar? – Respondeu a voz feminina por trás da porta.

- É, rápido. A porta emperrou. – Respondi.

- Demi... - Chamou o Joe. Me virei e o encarei. Ele estava com uma cara estranha. – Eu achei que...

- Eu também achei Joe. Mas não quero ficar presa aqui pra sempre.

 Alguém fez uma força na porta e ela abriu.

- O que... O que estão fazendo aí juntos? – Perguntou a aeromoça.

- Ehn, uhn, estávamos conversando. – Respondi.

- Claro, no banheiro do avião? – Respondeu ela, com um sorriso de deboche.

- Exatamente. – Respondi sorrindo e saí do banheiro. O Joe veio logo atrás de mim. - Você não nos deixou conversar nos nossos assentos...

- Bem, eu preciso que vocês se sentem no lugar de vocês. – Ela disse, sem graça. E saiu de perto.

 Comecei a andar em direção ao meu lugar, mas uma mão me puxou. Era o Joe. Ele me encostou na parede e colocou os braços em volta de mim. – Pode me explicar o que aconteceu lá dentro? – Perguntou ele, em um tom sério.

Olhei pra baixo e sorri. – Você, Joseph, se aproveitou de mim, Demetria e da minha claustrofobia. – Olhei de volta pra Joe e comecei a rir.

 Ele tentou ficar sério mas depois começou a rir comigo. – Demi, eu to falando sério. Como vai ser daqui pra frente?

- Joe eu... Eu também não sei. Eu não estou pronta pra voltar, pra passar por cima de tudo isso...

- Mas Demi, acredite em mim...

- Joe – Interrompi – Eu acredito em você. E é por isso que é complicado. – Coloquei uma das minhas mãos em volta do pescoço de Joe e o fiz olhar pra mim. – Eu amo você Joe. E sei que você também me ama. Mas eu não vou voltar, não agora. Tem muita acontecendo na minha cabeça e eu estou tentando descobrir a coisa certa a fazer. Não é permanente, eu não estou... Te deixando pra sempre. Eu só tenho que colocar as coisas no lugar primeiro.

- Então... Não estamos juntos? – Perguntou ele, deixando um dos braços, que estavam me prendendo na parede, “cair”.

- Não Joe. Ainda não. – Eu o abracei. – Mas estamos quase lá. – Sussurrei em seu ouvido. Depois o beijei na bochecha e fui me sentar.

 Joe veio atrás de mim e se sentou ao me lado. Ele sorriu e eu sorri também.

 - Demi? – Era a Taylor. Ela estava parada ao lado do assento de Joe, com os olhos cheios de lágrimas.

 - Taylor, o que foi? – Perguntei me levantando.

 - O Kevin – Ela começou a chorar.

 - Vem cá. – A abracei e a levei para o corredor dos banheiros. – Depois a sentei no chão e me sentei ao lado dela. – Conta o que aconteceu.

 - O Kevin... Ele – Ela estava se esforçando pra conseguir falar entre os soluços. – Ele rompeu comigo Dems. – Ela colocou as mãos no rosto e seu choro ficou mais forte.

 - Rompeu? Mas eu nem sabia que estavam namorando de verdade...

 - E não estávamos amiga. Ele disse pra mim que, indo pra faculdade, quer aproveitar de tudo. Não quer ir preso a uma garotinha do Ensino Médio.

 - O que? Ele falou assim com você?

 - Não, assim não. Mas... Foi o que ele quis dizer e no fim isso é o que importa. Amiga, o que eu vou fazer agora? Eu amo o Kevin.

 - Calma amiga, calma. – Eu a puxei e ela deitou a cabeça nas minhas pernas. Comecei a mexer no cabelo dela. – Pensa comigo Tay... O que você iria preferir? Ele ir, solteiro, e você ficar solteira ou ele ir namorando você, e vocês viverem separados e com desconfianças?

 - Eu não entendi.

 - É. Olha, deixando ele ir solteiro, não importa o que aconteça lá, você não se magoa. Ele pode ficar com quantas quiser, fazer o que quiser e você não vai se sentir afetada porque não tem nenhum laço com ele. Do mesmo jeito que aqui, você vai poder curtir o seu último ano de Ensino Médio, vai poder ir com quiser ao baile de formatura, vai poder dançar com quem quiser, beber o que quiser, ir à festas na casa de todo mundo. Vai ser bom pra você Taylor.

 - É, pensando assim... – Ela já tinha parado de chorar.

 - E... na real amiga, vocês nunca namoraram então, esquecer isso tudo e deixar no passado vai ser bem fácil pra você. Principalmente, levando em conta que não vai precisar vê-lo sempre. Só quando ele vir visitar a família e olhe lá. Amiga, eu sei que uma separação dói, mas, nesse caso, só o Kevin sai perdendo. – Sorri pra ela. A Taylor era linda, tinha atitude e era uma pessoa muita especial e talentosa. Realmente o Kevin só tinha a perder. – Vem, vamos sentar. Eu peço ao Joe pra mudar de lugar com você. Assim não precisa ficar a viagem inteira perto do Kevin.

 O Joe, sempre tão bonzinho, aceitou trocar de lugar com a Taylor. O resto da viagem foi super tranqüila.

  - Algumas horas depois –

 Quando finalmente chegamos no Brasil, fomos todos de táxi, 3 pra caber todo mundo e todas as malas, para o hotel.

 - RIO DE JANEIRO! – Gritei. – Nem acredito que chegamos. Que saudaaadeeee!

 Todos que estavam no táxi comigo começaram a rir.

 - Você é louca. – Disse o Joe, sorrindo pra mim.

 É, eu e o Joe definitivamente íamos voltar.

- Joe, me conta mais daquela história. E ainda tem a história da piscina pra me contar. Eu to muito curiosa, me conta Joe. – A BITCH da Emily estava segurando as mãos do Joe, do MEU Joe.

 - Ta, vou contar a história da piscina. Mas... Você tem que prometer não ri Em. – Respondeu o Joe, todo sorrisos com a Emily.

 Eu não sei se, ele estava tentando me fazer ciúmes, ou se ele estava mesmo gostando da historinha. Eu só sei que eu estava com raiva, mas não ia ficar assim.

 - Ster, falando em histórias de piscina, lembra daquela nossa história de piscina? – Comecei a rir.

 - Como é que eu ia esquecer Demi? Sua performance embaixo da água foi INESQUECÍVEL!

 - Ah, HAHAHAHA. Nossa, foi incrível.

 - Huuum, parece que minha irmãzinha tem histórias picantes de piscina para compartilhar. – Falou a Emily.

 - Ah, não. Não é picante, é só engraçada. – Respondi.

 - Espera, espera, só não teve um final picante por que você não deixou. – Respondeu o Ster, depois ele piscou pra mim.

 - Epaaaaa! HAHAHAHA. Ster, você é louco. – Falei rindo.

 Olhei pro Joe e ele estava me encarando sério, o que fez eu me arrepender de ter começado isso. Mas o que eu posso fazer? Ele estava dando em cima da Emily na minha frente... Eu podia brincar com o Ster.
 Sei lá, mas a nossa viagem só estava começando, e algo me dizia que isso sim, seria INESQUECÍVEL!

12 comentários:

  1. aaaaaaaaaah, gente, eu amo demais essa fic! LINDA, LINDA,LINDA, LINDA! hahhahaha! Posta logooo! Beijos

    ResponderExcluir
  2. Haaaaah q perfeitoooh!!
    POOSTA LOGOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir
  3. Selinhos pra vooc:
    http://todosnolovegame.blogspot.com/2011/06/mais-seloos.html
    Divulga meu blog pra mim?
    bjooos

    ResponderExcluir
  4. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA vanessssssssa <3 ta diva diva diva diva ! mttttttttt mexmo! AMEI AMEI AMEI ! serio , manda essa Bitch da emily ir com o Idiot do sterling que aí ta de boa! hahahahaha jemi meus divos lindoes ! FEXTO NO BRAZIL VAI COMEÇAAAAAAR <3 huhuhuhuhuhuhu te amo babe !posta logo heeeein ? (; hahahaha

    ResponderExcluir
  5. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA ATÉ Q ENFIM NÃO AGUENTAVA MAIS DE TANTA CURIOSIDADE! VÊ SE NUM DEMORA TANTO PRA POSTAR O PROXIMO PELO AMOR DE DEUS!!:D

    ResponderExcluir
  6. GURIA, EU TAVA TÃO DESESPERADA POR ESSE CAPÍTULO, QUE LI PELO CELULAR, POR QUE EU TAVA SEM INTERNET, SÉRIO, EU TAVA LÁ NO TWITTER, PELO MEU CELULAR, E VI TUA REPLY, NEM SEI COMO, MAS O BLOG FUNCIONOU NO MEU CELULAR O_O AAAAAAAAAAAAAA, POSTA LOGO SUA LIIIIIIIIINDA <333

    ResponderExcluir
  7. INCRIVEL !
    PERFEITO!
    Que tipo de pessoa não aceita ficar com Joe Jonas ?
    Tudo bem , ela passou por muita coisa...

    EMILY ! Aff , essa bitch não para ?

    - Joe, me conta mais daquela história. E ainda tem a história da piscina pra me contar. Eu to muito curiosa, me conta Joe. – A BITCH da Emily estava segurando as mãos do Joe, do MEU Joe.

    Tá Maravilhoso !
    Posta Logo , hein ?
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  8. Sua Fic ta perfeita, merece mais um selinho:
    http://todosnolovegame.blogspot.com/2011/06/meu-10-seloooo.html
    E divulga meu blog pra mim e se puder acompanha tbm...
    Vllw, bjos amore

    ResponderExcluir
  9. Selos flor. Parabéns --> http://needyounowjemi.blogspot.com/2011/06/desculpas-selos_17.html

    ResponderExcluir
  10. Postar Logo morrend de curriosidade ....

    ResponderExcluir
  11. ATUALIZA MULHER PELO AMOR DE DEUS *O* VOCÊ QUER NOS MATAR DE CURIOSIDADE, PORQUE EU JÁ ESTOU QUASE MORRENDO...¨_¨...

    ResponderExcluir